2022

  • Circulação do espetáculo VIDA DE CIRCO, da Cia. Circodança, pelos estados da Bahia (Salvador e Feira de Santana) e São Paulo (Diadema, Mauá, Registro e Suzano) pela Lei Rouanet/Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínios do Carrefour e da Unilever;

  • Realização da 2ª MOSTRA CLAUDETE PEREIRA JORGE, pelo Mecenato Subsidiado da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura de Curitiba, com incentivo da Bosch e da Servopa;

  • Criação, produção e estreia do espetáculo circense MARIAS DE TODAS AS HORAS da Cia. Circodança, em São Paulo, com temporada de 8 apresentações, através do ProAc 38/2021, Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa;

  • Apresentações dos espetáculos ELEVADOR e O PEQUENO PRÍNCIPE no 26º Festival Arte Sem Barreiras, da Prefeitura Municipal de Bauru - SP;

  • Apresentações dos espetáculos ELEVADOR e O PEQUENO PRÍNCIPE, além de Oficina de Teatro para Cegos, no 2º Festival Acessa BH;

  • Apresentações do show cênico musical bilíngue ORIGAMI - MÚSICAS PARA VER E OUVIR na XX Feira do Livro da Universidade Federal do Paraná, a convite do Sesc Paraná;

  • Temporada de TRAVA BRUTA no Sesc Belenzinho, em São Paulo - SP, com 9 sessões entre julho e agosto, de sexta a domingo.

  • Criação, produção e estreia de O PEQUENO PRÍNCIPE no Teatro Cleon Jacques, em Curitiba, pelo Edital do Centro de Criatividade (036/2020) da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura de Curitiba.

  • Apresentações de TRAVA BRUTA na MITsp - MITbr, em São Paulo, no Teatro João Caetano.

  • Estreia mundial do curta metragem OS DIAS DEPOIS na Mirada Paranaense do 11º Olhar de Cinema, no CinePasseio, Online e Cinemark, produzido com recursos da Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba);

  • Apresentações de TRAVA BRUTA no 30º Festival de Teatro de Curitiba, dentro do Interlocuções, no MiniAuditório do Teatro Guaíra.

  • Temporada online de TRAVA BRUTA pelos canais do Centro Cultural São Paulo, dentro da 6ª Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos do CCSP.

2021

  • Criação, produção e temporada de estreia do espetáculo teatral ELEVADOR, com direção de Georgette Fadel, pelo Mecenato Subsidiado da Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba.;

  • Criação, produção e temporada de estreia do espetáculo teatral TRAVA BRUTA, de Leonarda Glück, no Centro Cultural São Paulo, pela 6ª Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos do CCSP;

  • Criação, produção e lançamento do EP BAIRRO BLACK, do coletivo musical MUV, com direção musical de Ricardo Verocai, pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba);

  • Realização de oficinas, apresentações, intercâmbios e bate papos com ENQUANTO  A CHUVA CAI, como grupo integrante da programação do Palco Giratório 2020-2021, do Sesc Nacional, pelos estados de: Rondônia, Distrito Federal, Paraná, Ceará, Minas Gerais, Goiás, Maranhão, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco e Rio de Janeiro;

  • Criação, produção e lançamento de desmontagem, bate papo, oficina e 2 artigos teóricos com o espetáculo ENQUANTO A CHUVA CAI para o projeto Plataforma Cena, do Sesc Nacional;

  • Produção e lançamento do livro MEMÓRIAS POÉTICAS DA DIVERSIDADE, em comemoração aos 25 anos da Cia. Circodança, pelo ProAc LAB 49/2020 (através da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa) em parceria com a Editora Giostri;

  • Produção e lançamento da websérie CONTO COM LIBRAS, da Cia. Fluctissonante, online, pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba) em 3 episódios;

  • Criação, produção e lançamento da websérie MULHERES - SINAIS DE SUAS ESCRITAS, da Cia. Fluctissonante, em 9 episódios online, pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba);

  • Criação, produção e lançamento do experimento-cênico-teatral-audiovisual RESPOSTA AO ESPAÇO TEMPO, da Cia. Ganesh, com direção de Janja Rosa, Cris Betina e Thiago Banik pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba);

  • Criação e produção da videoarte NA BOCA DO SAPO - UM VIDEOGRAMA AMADOR, de Leonarda Glück e Igor Augustho, a convite da Antropositivo (Ruy Filho e Patricia Cividanes), para o OUTROS FESTIVAL DE ARTE, pelo ProAc Lab Express 2020.

  • Criação, produção e lançamento de mini-documentário e de 20 contos ilustrados do projeto MAIS FADINHAS pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba);

  • Produção e realização do projeto ESTÚDIO 172 SESSIONS pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba);

  • Lançamento do vídeo-registro integral do espetáculo CONEXÕES, da Cia. Circodança, pelo 1º Festival Acessibilidança da Funarte;

  • Criação, produção e lançamento da websérie CAIXA ACÚSTICA, da Cia. Ganesh, com direção de Humberto Gomes, em 9 episódios, pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba);

  • Criação, produção e lançamento do documentário GUARDIÕES DO GROOVE, do coletivo musical MUV, pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba);

  • Criação, produção e lançamento de 4 mesas do eixo reflexão de LAS VIVAS - PLATAFORMA IBEROAMERICANA DE DANZA, pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba); 

  • Temporada online do show ORIGAMI - MÚSICAS PARA VER E OUVIR, de Chico Paes, pela Lei Aldir Blanc (através da Fundação Cultural de Curitiba), além de estreia de documentário sobre o projeto;

2019

  • Apresentação de ENQUANTO A CHUVA CAI na Semana Modos de Acessar (Sesc SP);

  • Estreia e produção do espetáculo A MESA no Projeto Dramaturgias do Sesc SP, a convite do Sesc Ipiranga;

  • Realização da I MOSTRA CLAUDETE PEREIRA JORGE em Curitiba, Paraná, de modo independente, em celebração à lei municipal 15.133 de dezembro de 2017, que adicionava ao Teatro Novelas Curitibanas o nome de Claudete Pereira Jorge; 

  • Produção local para o espetáculo BISPO (A SÊCO), de João Miguel (BA), na Caixa Cultural Curitiba, em 4 apresentações gratuitas;

  • Apresentações de ENQUANTO A CHUVA CAI e oficina no Projeto Narrativas do Silêncio, em Natal - RN;

  • Exibição do curta metragem Etruska Waters em O Tombamento da Republiqueta no Festival Mix Brasil - Mostra Dystopya Brazil. 

2018

  • Produção, realização e lançamento online do videoclipe VERBO, de Adriano Esturilho, dirigido por Thiago Bezerra Benites.

  • Temporada de ENQUANTO A CHUVA CAI em Curitiba, setembro/2018 no Auditório Antônio Carlos Kraide, totalizando 14 apresentações  através do Fundo Municipal de Cultura de Curitiba (FCC/PMC),  sendo 6 apresentações abertas ao público e 8 voltadas a alunos do ensino médio da rede pública de ensino.

  • Circulação de ENQUANTO A CHUVA cai pelo Sesc-SC em julho/2017, realizando ao todo 7 apresentações nas cidades de Florianópolis, Laguna, Itajaí, Joinville, Jaraguá do Sul, Lages e Chapecó.

  • Captação de recursos para o espetáculo teatral CANTANDO VÍRGULAS, da Inominável Companhia de Teatro, escrito por Aly Feyer e direção e Lilyan de Souza. Através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura com o incentivo da Celepar.

2017

  • Realização e produção do curta metragem ETRUSKA WATERS EM O TOMBAMENTO DA REPUBLIQUETA, dirigido por Thiago Bezerra Benites, filmado em 8mm, com lançamento no Festival Super8, da Processo MultiArtes e Caixa Cultural Curitiba;

  • Captação de Recursos do curta metragem PRIMAVERA DE FERNANDA, produção Beija Flor Filmes. Direção de Debora Zanatta e Estevan de la Fuente. Viabilizado através da Lei Municipal de Incentivo À Cultura com o incentivo da Celepar;

  • Captação de Recursos da circulação estadual do espetáculo DO CÃO FEZ-SE O DIA, escrito por Marcelo Bourscheid e direção de Lilyan de Souza. Circulação estadual pelo Programa Estadual de Fomento e Incentivo À Cultura do estado do PR, através do incentivo da Copel.

 

2016

  • Produção local para O PROCESSO (teatro adulto), do grupo Teatro Voador Não Identificado (RJ), na Caixa Cultural Curitiba;

  • Produção local para BRUXAS DA ESCÓCIA (teatro para crianças), da Cia Vagalum-Tum-Tum (SP), na Caixa Cultural Curitiba;

  • Produção local para ASSIM É (SE LHE PARECE) (teatro para adultos), direção de Marco Antônio Pâmio, da Palimpsesto Produções Artísticas - SP, na Caixa Cultural Curitiba;

  • Produção local para SAGUIBATU (música e dança), uma criação em música e sapateado de Mark Lambert, Steven Harper, Adriana Salomão, Jimmy Duchowny e Pedro Aune, da Burburinho Cultural - RJ, na Caixa Cultural Curitiba;

  • Produção local para O BURACO NO MURO (teatro para crianças) do Maracujá Laboratório de Artes - SP, na Caixa Cultural Curitiba; 

  • Pesquisa de Casting em Curitiba para o longa-metragem Os Penetras 2, produzido pela Conspiração Filmes e dirigido por Andrucha Waddington.