TRAVA BRUTA

Teatro I Em Repertório I Desde 2021 I 65'' I 18 Anos

Download do Projeto
Download das Informações técnicas

SOBRE
Partindo de sua experiência transexual, Leonarda Glück apresenta um manifesto cênico que propõe uma ponte e também um contraponto entre o contexto artístico e a atual conjuntura política e social do Brasil no campo da sexualidade. Sozinha em cena, a atriz e dramaturga discute a relação da cultura com a transexualidade, discorre sobre como é ser uma artista trans no país de hoje e de que forma a sociedade reage a um corpo que provoca, a um só tempo, repulsa e desejo. Para tanto, o espetáculo busca tensões entre a ficção e a realidade, costurando diversas camadas de artificialidade, como videoprojeções, efeitos sonoros, filtros de redes sociais (que modificam a aparência da atriz) e artifícios de figurino, que ora revelam, ora ocultam. São recursos que vão sendo destruídos e desconstruídos ao longo da narrativa, num constante questionamento sobre quais ficções são permitidas, quais diversidades são aceitas.

FICHA TÉCNICA
Criação, texto e interpretação: Leonarda Glück
Direção: Gustavo Bitencourt
Trilha original: Jo Mistinguett
Direção de produção: Igor Augustho
Luz: Wagner Antônio
Assistente de iluminação: Dimitri Luppi
Criação em vídeo e projeções: Ricardo Kenji
Figurino: Fabianna Pescara e Renata Skrobot
Design gráfico e identidade visual: Pablito Kucarz
Ilustração: André Costa
Fotografias e Registro Audiovisual: Alessandra Haro
Assessoria de imprensa: Pombo Correio (Douglas Pichetti e Helô Cintra)
Assessoria em marketing digital: Platea Comunicação e Arte
Assessoria jurídica e contábil: Ivanes Mattos
Realização e produção: Pomeiro Gestão Cultural

HISTÓRICO
- Estreia em 2021 integrando a 6ª Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos do Centro Cultural São Paulo, Sala Jardel Filho, com realização da Pomeiro Gestão Cultural, CCSP e Prefeitura Municipal de São Paulo, em curta temporada de 6 apresentações gratuitas.
- Temporada online em janeiro de 2022 pelo YouTube do Centro Cultural São Paulo, com 6 exibições do registro integral do espetáculo.
- Apresentações no 30º Festival de Curitiba, em 2022, dentro do Interlocuções, a convite dos curadores Giovana Soar e Celso Curi, no MiniAuditório do Teatro Guaíra.
- Apresentações na 8ª MITsp - Mostra Internacional de Teatro de São Paulo, dentro da Plataforma Brasil, no Teatro João Caetano.
- Temporada no Sesc Belenzinho, em julho e agosto de 2022, com 9 apresentações na capital paulista.